COVID-19
Órgãos parceiros e voluntários contribuem no êxito da imunização em Porto Velho

24/Mai/2021 - 12:59

Voluntários de várias instituições chegam cedo aos locais de vacinação ou trabalham anonimamente para imunizar a população

Agentes de transito organizam o fluxo de veículos próximo ao ponto de vacinaçãoUm grande contingente de voluntários é mobilizado pela Prefeitura de Porto Velho sempre que há agenda de vacinação contra a Covid-19. Para atender o que está previsto no Plano Nacional de Imunização (PNI) são envolvidos centenas de profissionais da área da saúde, o suporte com órgãos de segurança, de trânsito e de acadêmicos.

Atualmente, a imunização é feita em pessoas a partir dos 45 anos, que sejam portadoras de comorbidades. Apesar dos agendamentos via aplicativo SASI, muitas chegam cedo, apesar das recomendações da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). E para que haja fluidez na circulação de veículos, agentes de trânsito chegam ainda mais cedo para organizar o acesso.

“Estamos prontos para atuar em qualquer trabalho desenvolvido pelo município, que necessite de apoio logístico. Fazemos o controle do fluxo de veículos e facilitamos a mobilidade das pessoas e orientamos as pessoas”, destaca o agente Valbio Silva Carvalho, da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran).

VOLUNTÁRIAS

Capitã PM Engel Maydionaha explica como é a organização do serviçoSe há muitas pessoas em um único local, há a necessidade de coordenação e organização. E entram em ação as forças policiais. O empenho dos agentes das Polícias Civil e Militar é notório, seja em abordagens de orientação, fiscalização ou também quando atuam voluntariamente.

Segundo a capitã PM Engel Maydionaha, o serviço ocorre em duas frentes. Uma é no apoio à segurança das pessoas que buscam imunização e na segurança das equipes da saúde. Isto é necessário, principalmente, nos dias de pico. A outra frente é quando ocorre a imunização das forças de segurança e salvamento, quando as equipes apoiam com vacinadores, estruturação e organização de filas.

PROTEÇÃO

Tenente coronel PM Agnus Aécio de Meira Junior O tenente coronel PM Agnus Aécio de Meira Junior explica que há outras missões a serem realizadas durante a pandemia. “Atuamos com radiopatrulha ou com a Operação C-19 de enfrentamento ao vírus, por exemplo, contra festas e aglomerações”, destacou.

DEFESA

Já o Comando da Aeronáutica (Ala 6), da Força Aérea Brasileira, tem trabalhado em parceria com a Prefeitura de Porto Velho disponibilizando 20 militares do Esquadrão de Segurança e Defesa. “Nossa missão é basicamente direcionada a organização de filas e para evitar aglomerações, fazer segurança do público e dos profissionais de saúde que estão trabalhando e organização da área de estacionamento de veículos”, informou o tenente-coronel aviador Danilo Popp Lucas.

Segundo o oficial, o serviço é feito desde abril. “Ao colocar nossos militares para atuar nesta parte de apoio secundária, a Semusa tem como direcionar os profissionais de saúde para a atividade fim”, completou.

Tenente-coronel aviador, Danilo Popp LucasOutras ações da Ala 6 são desenvolvidas no transporte de pacientes para outros estados, na linha contínua de transporte de oxigênio líquido de Manaus e Rio de Janeiro com três aviões cargueiros e de grande porte. Além destas iniciativas, há ainda o transporte de vacinas e insumos, e equipamentos de proteção individual (EPIs).

A contribuição da Polícia Civil ocorre após solicitação do apoio policial pela municipalidade. Um efetivo de quatro servidores por equipe que desenvolve voluntariamente o serviço de segurança e logística nos pontos estratégicos montados para atender à comunidade pelos profissionais de saúde.

ACADÊMICA

Aliar a teoria à prática dos acadêmicos do curso de Enfermagem da Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir) tem proporcionado ganhos. Os acadêmicos do oitavo período, por exemplo, atuaram na campanha de vacinação contra a Covid-19, especialmente no sistema de informação. Já os residentes seguem participando do processo, contribuindo principalmente com ações de gestão e organização.

A participação de colabores tem sido fundamental no processo de vacinação“Nossos acadêmicos de Enfermagem e Residentes em Saúde da Família tiveram e continuam tendo a oportunidade de aprender e crescer profissionalmente com as diferentes experiências no contexto de enfrentamento da pandemia”, define a professora doutora Daiana Evangelista Rodrigues Fernandes, coordenadora da disciplina Práticas Integrativas em Enfermagem VII e Residência Multiprofissional em Saúde da Família, da Unir.

Tem sido igualmente importante em todo o processo a participação constante dos parceiros da iniciativa privada.

AGRADECIMENTO

Diante de tanto esforço e compromisso social visualizado nos dias de vacinação, a secretária Eliana Pasini, da Semusa, fez um agradecimento aos voluntários, em nome do prefeito Hildon Chaves. “É um grande desafio. Milhares de pessoas já vacinadas e, eu garanto, sem a colaboração, presença e cooperação destes parceiros não teríamos tido o êxito que estamos tendo até hoje. Muito obrigada, vocês são essenciais!”.


Texto: Etiene Gonçalves
Fotos: Emílio Tiago

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI